Apresentação

Esse website é uma iniciativa da ASAP Log | Soluções em Logística, o qual tem como objetivo auxiliar os empresários e profissionais de Supply Chain na análise e tomada de decisão da terceirização logística de sua empresa. Resumidamente apresentamos de forma estrutura em 5W2H uma breve reflexão sobre o assunto. Esperamos que o conteúdo seja esclarecedor aos leitores e desde já colocamo-nos à disposição para participação de Biddings/Licitações de Logística.

O que?

A terceirização, no inglês outsourcing, é de modo geral o processo de transferir determinada atividade para a responsabilidade de outrem. É uma prática empresarial muito comum, pois através dela a organização tem a possibilidade de concentrar esforços no seu Negócio Chave, no inglês, Core Business.

Pode ser implementada de diferentes formas e milhares de atividades específicas, por exemplo: segurança, limpeza, transporte, movimentação interna de materiais, montagem de pedidos/ fulfillment, entre outros.

A Logística, exceto para organizações do segmento, não é a atividade fim de indústrias, prestadores de serviços e varejo em geral. Por esse motivo é comum que as empresas a terceirizem!

Por que?

Essa é uma dúvida muito comum! Apesar de muito se falar sobre outsourcing (terceirização) ainda existem muitas empresas que realizam determinadas atividades, diferentes do seu Core Business (Negócio Chave/Atividade Fim), internamente.

Por outro lado, existem diversas empresas cujo negócio é especificamente atender o que não é o Core Business de seus clientes! Em outras palavras, prestadores de serviços capacitados para exercer funções específicas para outras organizações, nas quais estas são somente um suporte e não a atividade fim.

No caso da Logística não é diferente! Um Prestador de Serviço Logístico (PSL), no inglês Third-party Logistics (3PL), como a ASAP Log, concentra todos os seus esforços neste segmento.

Veja através de diferentes perspectivas:

Pessoas

 Pessoas

Isso significa que as pessoas que atuam neste ramo são especialistas no assunto, tanto por formação acadêmica (MBA, mestrado, doutorado, etc) quanto pela experiência profissional. Além disso, estão envolvidas no meio, participando de feiras, fóruns, reuniões e tendo acesso a canais destinados ao setor, tais como revistas, blogs, etc. Portanto, conhecem novas tecnologias e tendências nacionais e internacionais. Tudo isso reflete nas Soluções e Diferenciais oferecidos aos seus clientes. Para a empresa que terceiriza, pode haver uma considerável redução do quadro de funcionários, o que diminui a necessidade de gestão, espaço e outras tarefas administrativas relativas a pessoas.

Equipamentos

 Equipamentos

Existem dezenas de equipamentos aplicáveis na armazenagem e movimentação de materiais. Porém, é preciso conhecer o que eles oferecem e quais suprem ou não a necessidade de cada operação. Em alguns casos um equipamento influencia em outro e uma escolha errada pode comprometer toda a operação, por isso é importante entender do assunto!

Processos

 Processos

Ter um processo robusto é a base para uma boa operação! É preciso mapear todas as atividades e entendê-las de forma detalhada, assim é possível gerar: velocidade, qualidade, flexibilidade, produtividade, confiabilidade, etc.

Layout

 Ambiente/Layout

Para operacionalização é preciso ter um ambiente adequado em termos de: espaço (área, pé direito, capacidade de peso do piso, docas elevadas, iluminação, sistemas de detecção e combate a incêndio, segurança, etc) e layout adequado para proporcionar redução dos movimentos, tempos (lead time) e melhor aproveitamento do espaço.

Qualidade

 Qualidade

É o que todo prestador de serviços deve buscar continuamente! Um dos principais motivos pelo qual algumas empresas têm receio em terceirizar. É fato que nem todos os prestadores conseguem garantir um bom Service Level Agreement (Nível de Serviço), por isso é importante escolher o parceiro certo! Esse deve contar com um SGQ – Sistema de Gestão da Qualidade desenvolvido, implementado e controlado através de importantes indicadores (KPI- Key Performance Indicators).

Tecnologia

 Tecnologia

O mercado está em constante evolução, por isso novas tecnologias surgem diariamente. É preciso trabalhar atualizado e implementar os novos recursos disponíveis, tanto hardwares quanto softwares. Tudo isso pode gerar maior produtividade, agilidade, qualidade, menores custos ou também pode ser um diferencial para o cliente final!

Custo

 Custos

Creio que esse seja o fator principal para a escolha de terceirização pela maioria das empresas! Na prestação de serviços é possível ter custos menores, tudo depende da eficiência do operador logístico. Em muitos casos é ainda possível substituir custos fixos por variáveis, o que é muito positivo para as organizações!

As perspectivas acima são apenas alguns exemplos, além dessas existem diversas outras que podem ser observadas. Importante lembrar que a eficácia da terceirização depende de todas as partes envolvidas nas etapas dessa mudança.

Como?

A opção pela terceirização de certa atividade é uma mudança com impactos significativos para as organizações, em alguns casos vitais para a continuidade do negócio. Especialmente se estiver relacionada de alguma forma direta ou indiretamente com seus clientes.

É o caso da terceirização logística! Por essa razão compartilhamos a seguir algumas das principais regras básicas para garantir o sucesso neste relacionamento:

1 Faça uma boa análise antes de decidir por terceirizar

Essa decisão é de extrema importância para a gestão empresarial e clientes da empresa. Deve-se levar em conta os Pontos Positivos e Negativos, Oportunidades e Ameaças, sugiro sempre utilizar a Análise S.W.O.T. Faça tudo com muita cautela, saiba que problemas podem surgir durante a o período de implementação, esteja preparado!

2 Selecione bons parceiros

Existem dezenas de parceiros disponíveis no mercado, muitos utilizam novas tecnologias, bons métodos, equipamentos, etc. Porém o principal cuidado que deve ser tomado neste momento é se sua empresa irá se adaptar ao modelo de negócio do parceiro ou o parceiro irá se moldar às suas necessidades particulares.

3 Deixe claro para os Prestadores de Serviços Logísticos as expectativas quanto à operação

É essencial ao Prestador de Serviços conhecer as expectativas dos seus clientes. Assim pode concentrar seus esforços em ações que aumentem a Satisfação de seus Clientes. Isso pode ser claramente controlado/monitorado através de Indicadores.

4 Avalie além do custo unitário a solução completa proposta

Já notei várias vezes empresas, através de seu setor de Compras, nomearem um fornecedor/prestador de serviços por apresentar menor custo unitário. O que isoladamente é um grande erro! É preciso conhecer a solução completa que está sendo proposta, comercialmente e tecnicamente. Somente assim é possível prever custos mais reais a serem pagos futuramente, além de ter uma verdadeira visão de quem tem o melhor custo!

5 Formalize um contrato

A formalização é uma forma de proteção aos envolvidos, garantindo quesitos importantes para as partes numa operação. De um lado geralmente são feitos investimentos, contratações, entre outros para viabilizar a operacionalização, de outro está a satisfação dos clientes da contratante.

6 Defina procedimentos e políticas

Determinadas atividades devem ser executadas de forma padrão, o que pode ser até mesmo um diferencial competitivo. Por este motivo devem ser documentados e alinhados com o Prestador de Serviço. Outro ponto importante está relacionado as políticas da empresa, as quais o prestador deve ter conhecimento e estar preparado para tomar as decisões corretas quando necessário.

7 Mantenha boa comunicação

Durante a operação no dia a dia cliente e terceiro precisam trabalhar em sintonia, de forma alinhada. Para isso acontecer é essencial uma boa comunicação. Esta por sua vez depende dos canais disponibilizados, treinamentos, procedimentos, reuniões periódicas, pesquisas de satisfação, entre outros. Além disso, avalie constantemente os Indicadores estabelecidos e forneça feedback sobre eles.

Mesmo parecendo simples, essas regras, se bem aplicadas, são capazes de garantir um bom relacionamento entre Empresa, seus cliente e Prestadores de Serviço.

Quando?

Existem diversos momentos interessantes para terceirizar a logística de uma organização, podemos citar alguns deles:

Expansão Expansão

Novos mercados podem surgir, os produtos devem chegar até eles! Nosso país conta com uma  vasta extensão territorial, portanto é preciso alcançar os clientes.

Restruturação Reestruturação

Devido ao dinamismo dos negócios, conjuntura econômica e social, constantemente as empresas precisam se restruturar. Em alguns casos pode-se mudar o foco e agregar novos diferenciais competitivos para o segmento de atuação.

Viabilização Viabilização

As atividades de suporte, como segurança, limpeza, logística entre outros demandam altos investimentos. Os recursos são escassos para as organizações, por esta razão é preciso definir como estruturar o capital. É comum a organização ter orçamento limitado, o qual pode ser utilizado para inserção em novos mercados, investimento em pesquisa e inovação, entre outros.

Quem?

Podemos mencionar basicamente dois envolvidos nesse processo.

Cliente Cliente

Indústria, prestador de serviços ou varejo (loja física e virtual/comércio eletrônico), independente do seu porte, que necessitem movimentar materiais/produtos.

Operador Logístico Prestador de Serviço Logístico (PSL), no inglês, Third-party Logistics (3PL)

Operador logístico, armazém-geral, transportadora, entre outros que tenham  Logística como Core Business.

Quanto?

Há várias maneiras de negociar uma terceirização logística. Em geral os preços são divididos em fixo e/ou variável, definidos especificamente para cada operação. Em outras palavras, são negociados conforme o interesse das partes, volume de movimentação envolvido, risco, customização, entre outros.

Siglas

É comum o uso de siglas e palavras do idioma inglês neste assunto, por este motivo listamos as principais:

BID: Oferta/licitação

RFI: Request for Information

RFP: Request for Proposal

RFQ: Request for Quotation

3PL: Third-party Logistics

KPI: Key Performance Indicators

SLA: Service Level Agreement

SGQ: Sistema de Gestão da Qualidade

PSL: Prestador de Serviço Logístico

Veja mais em Dicionário de Logística.

Considerações

Seria generalizar demais afirmar que terceirizar é sempre uma boa alternativa. Afinal tudo depende de qual é o negócio em questão, em que momento está a organização, suas vantagens competitivas e, não menos importante, quem será o prestador de serviços.

É possível afirmar com certeza que existem vantagens e desvantagens. Por este motivo deve ser analisado com cautela e encontrar um bom parceiro, que não deve ser definido apenas pelo preço!

Contato

O conteúdo apresentado lhe foi útil? Ficou com dúvidas ou sugestões? Precisa de um Prestador de Serviços para sua empresa?

Entre em contato conosco através do formulário abaixo:

O seu nome (obrigatório)

O seu e-mail (obrigatório)

Assunto

A sua mensagem